palavras do Guruji

Dani na estrada

viagens pelo mundo afora e pelo universo dentro de mim.



"Você não precisa viajar a um lugar remoto para buscar a liberdade; ela habita seu corpo, seu coração, sua mente, sua Alma. A emancipação iluminada, a liberdade, a pura e imaculada felicidade estão a sua espera, mas você precisa escolher embarcar na jornada interior para descobri-las."
B.K.S. Iyengar em Luz na Vida

20 de maio de 2017

zen na vida real



Meu filho completou 1 aninho e a Monja Coen realizou para ele a Cerimônia da Sabedoria Perfeita. Não foi a primeira vez que minha casa cedia essa linda cerimônia com a Monja Coen e uma assistente. A primeira vez foi há uns 12 anos para o filho de uma amiga querida em uma outra casa onde eu morava na época. Depois, há um ano e meio para minha afilhada já na minha casa atual.


Como das outras vezes, foi muito lindo! Meu bb ficou encantado com tudo aquilo; se jogou nos braços da Monja sem o menor pudor e queria tocar o livro da Sabedoria Perfeita.

Reencontrar a Monja e ouvi-la recitando o Mantra da Sabedoria Completa me fez lembrar de um breve tempo há uns 10 anos quando eu acordava bem cedinho e ia a pé até o antigo templo para recitar esse mesmo mantra com ela e alguns outros discípulos e praticantes. Bateu saudade da pratica de Zazen e me fez voltar a levantar da cama mais cedo para meditar por 20 minutos.

Mas com bb pequeno a tarefa está se mostrando bem mais difícil do que eu imaginava. Agora mesmo, ele despertou chorando... Alarme falso. Ele voltou a dormir.

Tenho acordado mais cedo e, quando consigo sair da cama sem despertar o bb (desde os 3 meses de vida, fazemos cama compartilhada), vou praticar. Às vezes, dá, outras, não. Às vezes, o bb desperta querendo mamar e preciso interromper a pratica e outras vezes, nem consigo sair da cama. Às vezes, o bb dorme tranquilo com a barriguinha cheia aninhado nos braços da outra mãe dele, mas minha mente, agitada, não para um instante e não consigo permanecer imóvel pelo tempo estipulado.

Acho que agora vai ser assim mesmo. Cada dia, de um jeito, cheio de imprevistos e mudanças de planos. Do jeitinho que a vida é! Mas acredito que estou no caminho correto. Essa noite, agorinha mesmo, são quase 7 horas da manhã, despertei de um sonho com a Monja Coen. Eu comentava com ela que tinha voltado a acordar de madrugada para praticar Zazen. Ela esboçava um sorriso de aprovação e saia para atender a um pedido de outra pessoa do sonho e não esperava para ouvir minhas explicações e reclamações sobre a dificuldade de manter uma pratica diária e constante. Muito sábia a Monja Coen!

Não tive tempo de reclamar e logo me levantei da cama.

Mãos em prece _/\_