palavras do Guruji

Dani na estrada

viagens pelo mundo afora e pelo universo dentro de mim.



"Você não precisa viajar a um lugar remoto para buscar a liberdade; ela habita seu corpo, seu coração, sua mente, sua Alma. A emancipação iluminada, a liberdade, a pura e imaculada felicidade estão a sua espera, mas você precisa escolher embarcar na jornada interior para descobri-las."
B.K.S. Iyengar em Luz na Vida

6 de setembro de 2009

sobre felicidade, cachorros e crianças

Em um dos meus aniversários de criança, minha tia irmã da minha mãe me presenteou com um tipo de pergaminho para pendurar na parede. Nele, a figura de uma menininha vestida de azul — era uma personagem bem conhecida que ilustrava muitos dos papéis de carta da minha coleção e que tinha a cabeça, com os cabelinhos castanhos claros, do formato de uma cebola. Logo abaixo da figurinha simpática, a frase: A felicidade se encontra nas pequenas alegrias!
Durante boa parte da minha infância, de manhã cedinho — sempre fui a madrugadora da família — abria os olhos e curtia aquela preguiça gostosa lendo a receita da felicidade plena. Eu ficava repetindo enquanto o sono ia embora. Era quase um mantra, mas na época ainda nem sabia o que era isso.
Depois de crescida, conheci Yoga. E um dos aforismos do livro clássico Yoga Sutras de Patanjali fala exatamente da mesma coisa. Me identifiquei na hora. Santoshad anuttamah sukha labhah (a observância do contentamento, ou alegria, constante conduz a superlativa felicidade) escrito em devanágari, a escrita antiga, virou uma das minhas tatuagem. Marquei o corpo pra continuar entoando meu mantra em cada movimento que faço.
E a felicidade plena está mesmo nesses momentos alegres. Momentos como estes, em casa em uma 6ª feira tranquila, brincando com a Ana, meus cachorros e meu sobrinho lindo!