palavras do Guruji

Dani na estrada

viagens pelo mundo afora e pelo universo dentro de mim.



"Você não precisa viajar a um lugar remoto para buscar a liberdade; ela habita seu corpo, seu coração, sua mente, sua Alma. A emancipação iluminada, a liberdade, a pura e imaculada felicidade estão a sua espera, mas você precisa escolher embarcar na jornada interior para descobri-las."
B.K.S. Iyengar em Luz na Vida

24 de abril de 2015

Āsana de abril: Paścimottānāsana

Reverenciado e silencioso mestre



Paścimottānāsana, postura final

Paścima significa Oeste. No oriente, a palavra também é usada para designar a parte de trás do corpo, da cabeça aos calcanhares. A parte da frente, do rosto até os dedos dos pés, é a face Leste; o topo da cabeça é a Norte; enquanto as plantas dos pés, a Sul.

Uttāna = alongamento ou extensão intensa e deliberada.

Nesse āsana, toda a parte de trás do corpo é intensamente alongada, por isso o nome.

No livro Yoga, the Iyengar Way, de Silva, Mira e Shyam Mehta, lemos que “nesse alongamento estremo da parte de trás do corpo, o ego se torna retraído e a mente, quieta.”

Paścimottānāsana vem classificado no Light on Yoga com grau de intensidade 6 e é um dos 4 āsanas mais importantes entre todos os existentes. Também é chamado de Ugrāsana (Ugra significa formidável, poderoso e nobre) e de Brahmacharyāsana (brahmacharya significa estudo religioso, auto contenção e celibato).

É uma postura calmante e ao mesmo tempo revigorante (leia seus efeitos mais adiante).

Ao fazer Paścimottānāsana e todas as demais posturas do grupo das flexões sentadas aprendemos a nos “dobrar” a frente, a sermos humildes e a reverenciar a vida. Em um nível ainda mais simbólico, o contato com o profundo silêncio interior através da pratica de Paścimottānāsana nos ensina a lidar com as constantes mudanças nas marés e a navegar tranquilamente seguindo o fluxo natural do do oceano da vida.

Efeitos da postura descritos no Light on Yoga (em tradução livre) 

“Esse āsana tonifica os órgãos abdominais e os mantem livres da “preguiça”. Também tonifica os rins, rejuvenesce toda a coluna e melhora a digestão.
A coluna vertebral dos animais é horizontal e seus corações ficam embaixo da coluna. Isso mantem os corações saudáveis e os dá grande poder de resistência. Nos humanos, a coluna é vertical e o coração não está abaixo dela, por isso ele logo sente os efeitos do esforço e é também suscetível a doenças cardíacas. Em Paścimottānāsana, a coluna se mantem reta e horizontal, e o coração está em nível inferior a ela. Uma boa permanência nesta postura massageia o coração, a coluna vertebral e os órgãos abdominais, que sentem-se revigorados, e a mente é descansada. Devido ao alongamento extra na região pélvica, mais sangue oxigenado é levado para lá e as glândulas sexuais (testículos masculinos e ovários femininos) absorvem os nutrientes necessários do sangue. Isso aumenta a vitalidade, ajuda a curar a impotência e leva ao controle da sexualidade. Por isso, esse āsana também é chamado de Brahmacharyāsana. Brahmacharya significa celibato e um Brahmachāri é aquele que tem os apetites sexuais controlados.” 

             

Fase 1: coluna côncava para aprendermos a flexionar o tronco a partir da pelve


             

Fase 2: cotovelos flexionados para o alto para ajudar a entrar com as vertebras dorsais e com as escápulas


As fotos são de Ana Sardinha e foram modificadas com o APP Whaterlogue.





21 de abril de 2015

Corine & Jordi 2015


Acabo de voltar do 5º e último módulo do curso de formação e aprofundamento para professores Juniores com os professores Seniores Corine Biria e Jordi Martí. O intensivo promovido pela Associação Brasileira de Iyengar Yoga nos últimos cinco anos, foi realizado na fazenda Maristela, em Tremembé. Foi sempre muito bom, mas o último módulo teve um sabor especial!


Pátio depois do almoço: momento de trocar informações com os colegas


Foram cinco dias intensos, com praticas de prāṇāyāma, Sutras de Patañjali e āsanas pela manhã, e depois do almoço Pedagogia, Estudos Terapêuticos e invertidas.



Savāsana antes da aula de prāṇāyāma

Volto para o meu estúdio energizada e louca de vontade de praticar e compartilhar os ensinamentos desses grandes professores. Trago também um caderno de notas quase completo e material de estudo suficiente para um ano de praticas pessoais, além de ótimas lembranças dos amigos brasileiros e latino-americanos.



Pra descontrair: bolo pro aniversariante (mais acima) e entrega de presentes para os professores


Os cursos foram sempre tão bons que nem me dei conta de como os últimos 5 anos desde o 1º módulo passaram voando.


Á noite, teve Assembleia da ABIY e entrega de diplomas. Parabéns queridos!


 Grupo de professores latino-americanos estudando