palavras do Guruji

Dani na estrada

viagens pelo mundo afora e pelo universo dentro de mim.



"Você não precisa viajar a um lugar remoto para buscar a liberdade; ela habita seu corpo, seu coração, sua mente, sua Alma. A emancipação iluminada, a liberdade, a pura e imaculada felicidade estão a sua espera, mas você precisa escolher embarcar na jornada interior para descobri-las."
B.K.S. Iyengar em Luz na Vida

30 de janeiro de 2009

Mumbai

Estou em Mumbai! A viagem: 9 horas até Londres, + 2 e pouco no aeroporto, + 9 até Mumbai, é bem longa, mas transcorreu tranqüila. Fiquei bem contente com os acentos, em ambos os vôos. Comi bem, pedi refeições ovo-lacto-vegetariana com antecedência e limpei o prato de ravióli de ricota servido numa caminha de espinafre cozido e molho de tomate “on top”, tudo de bom!
O aeroporto de Mumbai está passando por reformas de modernização. Senti mesmo uma diferença incrível na saída... Nunca imaginei que ter um carro me esperando no aeroporto fosse tão reconfortante. Ler Daniela Oliveira (pois é, meu último sobrenome é Oliveira) em uma plaquinha na mão de um sorridente motorista depois de 24 horas de viagem foi um dos presentes da manhã. O relógio marcava 1 da manhã.
Fui invadida pelo cheiro de Mumbai assim que pus os pés para fora do saguão do aeroporto. Senti o mesmo cheiro de anos trás, quando cheguei do Brasil de madrugada também... Não é ruim, mas peculiar. Por alguns segundos, fechei os olhos e senti que estava na Índia. Senti Mumbai me dizendo: “Seja Bem-vinda”.
O quarto 408 no Transit Hotel foi outro presente: cama macia, mas não muito, lençóis limpos, travesseiro cheiroso! Banho morninho, como eu gosto...

No corredor do 4º andar, janelas de vidro filmados. Tirei essa foto do prédio abandonado nos fundos do hotel. Abri a janela para sentir mais uma vez o cheiro da cidade de manhã.
Daqui a pouco, vou para Pune... estou no lobby do Hotel esperando o carro do Mr. Bablu, que vem me buscar.