palavras do Guruji

Dani na estrada

viagens pelo mundo afora e pelo universo dentro de mim.



"Você não precisa viajar a um lugar remoto para buscar a liberdade; ela habita seu corpo, seu coração, sua mente, sua Alma. A emancipação iluminada, a liberdade, a pura e imaculada felicidade estão a sua espera, mas você precisa escolher embarcar na jornada interior para descobri-las."
B.K.S. Iyengar em Luz na Vida

27 de agosto de 2008

que lindo!


acordei bem cedinho na 3ª feira, como todas as outras 3ªs feiras, antes das 6:00 para praticar. quando desci pra comer alguma coisa, dei de cara com o sol nascendo ainda muito baixo e vermelho bem na frente da minha varanda. presente dos mais lindos!!!!!!! fiquei muito emocionada! o visual das varandas da minha casa é incrível e o mais legal é observar o movimento do mundo: a terra girando em torno do sol e em torno dela mesma. quando a gente mudou de casa, o sol nascia bem atrás da enorme mangueira do vizinho e a gente olhava de boca aberta os raios rasgando a folhagem até bater na nossa janela. Aí veio o inverno e o sol continuou a aparecer — mais tarde, é verdade — e em outro lugar: bem atrás de um prédio que está em construção em uma rua abaixo da minha. agora, inverno começando a ir embora, o sol mudou de lugar novamente e nasceu lá longe no horizonte: ele foi se encaixar entre um prédio e uma antena e na 3ª feira apareceu bem cedo e muito vermelho para me encher de alegria!

25 de agosto de 2008

Filmagem

Acabei, literalmente, de filmar as últimas cenas de um trabalho enorme que nos tomou 10 diárias de filmagem. E quem trabalha com cinema sabe que isso é coisa pra caramba! Foram 7 dias enfurnada em um estúdio e mais três diárias de externas: na estrada de asfalto, off-road e na cidade. Estou bem cansada... E feliz! É uma delícia ter o trabalho concluído — pelo menos essa 1ª etapa. Agora serão mais intermináveis horas de montagem e principalmente finalização — 2 dos filmes, pois é, fizemos quatro de uma vez só, têm 10 minutos de duração cada e mais uma porrada de computação gráfica.
Tantas diárias com a mesma equipe é muito legal! Apesar da intimidade que às vezes é uma merda, o tempo de convivência faz com que todos se tornem parte de uma grande família, a família da Sardinha Produções.Parabéns a toda a equipe que deu o maior gás e realizou um trabalho bem bonito!!!!!!

8 de agosto de 2008

super cool!

Não consigo parar de ouvir esse som! Kate Nash é tudo de bom nessa vida! E essa música... Foundation. Confiram o clipe: http://www.youtube.com/watch?v=orACIBjHuI4

6 de agosto de 2008

Prática pessoal

Cada vez mais me encanto com minha prática pessoal. B.K.S. Iyengar e os professores mais experientes insistem na importância de se praticar em casa e durante os workshops de formação, o Kalidas não cansa de repetir que mesmo os alunos menos experientes devem ter os próprios materiais e criar a disciplina de praticar sem a presença de um outro professor.
Ontem demanhã depois de uma aula muito gostosa estava conversando sobre isso com uma amiga, a Karina — uma professora de yoga geminiana boa de papo!
E não é que praticar em casa é maravilhoso! Na prática pessoal a gente pode experimentar mais profundamente os efeitos de alguns asanas, estipulando pernanências mais longas, ou montar uma seqüência especialmente pra gente. É gostoso também deixar fluir e sentir que naturalmente um asana pede outro logo em seguida... Assim, aos poucos, mergulhamos cada vez mais profundamente dentro da gente e despertamos nossa consciência corporal.
Falando em consciência corporal, vi um trechinho de um documentário sobre o ginasta Diego Hypólito e a mãe dele falava sobre o grau de consciência do próprio corpo que ele tem. Parece que Diego consegue perceber cada parte do corpo durante seus movimentos, até os mais rápidos. Acho que é meio assim: ele percebe a ponta do dedo da mão quando está no ar de ponta cabeça durante a execução de um salto mortal — existe esse salto? — que dura um piscar de olhos. É mole?
Bom, de volta a minha realidade: hoje fiz uma prática bem gostosa em casa. Poucos asanas, longas permanências e uma meditação de 30 minutos para encerrar. Delicioso!